Em outubro de 1999 um grupo de pais e funcionários decidiram participar na Festa de Natal da Instituição através da apresentação de alguns sketchs, o que deu origem ao grupo de teatro corAGEM. No início, o grupo levou à cena peças de teatro destinadas a públicos Infantojuvenis. Ao longo destes últimos anos, o corAGEM reorganizou-se diversas vezes, contando desde sempre com o empenho de vários atores, encenadores e outros colaboradores, na sua maioria jovens, que teimosamente persistiram em dar continuidade a este importante projeto cultural.

O corAGEM experimentou diversas formas estéticas. Nunca deixou de estar ligado à poesia, ao longo dos anos estiveram sempre presentes os mais variados e conceituados poetas, participou em inúmeros festivais, potenciou ainda os seus atores em várias formações.

Atualmente o Grupo ensaia às 6ª feira, entre as 21:30h e as 23:00h no Salão Polivalente do Centro Social de Soutelo.

Lista de Produções:

"Hakim" de Norberto Ávila, abril de 2000, "Récita de Natal", dezembro de 2000, "Emigrantes" de Slawomir Mrozek, março de 2001, "As Vedetas" de LucienLambert, abril de 2001, "Tempo da Lenda das Amendoeiras" de Ary dos Santos, julho de 2001, "Um Poema no Sapatinho", dezembro de 2001, "O Príncipe Nabo" de Ilse Losa, julho 2002, "As Maçãs de D. Abúndio" de Roberto Merino, dezembro de 2002, "As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant" de R. W. Fassbinder, abril de 2003, "O Príncipe Feliz", de Oscar Wilde, julho de 2003, "Poemas Andrógenos", dezembro de 2003, "História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar" de Luís Sepúlveda, julho de 2004, "Frei Luís de Sousa" de Almeida Garrett, novembro de 2004, "Todos os Rapazes são Gatos" de Álvaro Magalhães, junho de 2005, "Esfinge Gorda" de Mário Sá-Carneiro, novembro de 2005, "À Beira do Lago dos Encantos" de Maria Alberta Meneres, dezembro de 2005, "Teatro Oprimido I", fevereiro de 2006, "Troquemos as voltas à História (Teatro Oprimido II), abril de 2006, "A Boda" de Bertolt Brecht, junho de 2006, "Sonho de uma Noite de verão" de William Shakespeare, abril de 2007,"Gedeando abril" de António Gedeão, abril de 2007, "Um Quarto de Mulher", outubro de 2007, "Livre Trânsito", do corAGEM, abril de 2008, "A Morte Chama" de Woddy Allen, junho de 2008, "Andam Ladrões Cá em Casa", de António Pedro, 2010, "A Bisbilhoteira", de Eduardo Schwalbach, novembro de 2011, Poesia + Revista à Moda da Ribeira + Música Popular Portuguesa, no Festival de Teatro de São Pedro da Cova, fevereiro 2012.